De fiar

Literacia Literacia Financeira

O crédito para comprar casa está em franca recuperação. O dinamismo do mercado imobiliário e a abertura dos bancos para a concessão de crédito à habitação, acompanhada da subida das rendas nos grandes centros urbanos, têm contribuído significativamente para o regresso em força à compra de casa.

Ora é usual os bancos pedirem que o contrato seja garantido por um fiador, para reduzirem o risco de incumprimento: se o devedor, por algum motivo, não cumprir os seus pagamentos, o responsável será o fiador, independentemente das suas condições financeiras.

É por este motivo que a decisão de ser fiador tem de ser muito ponderada: antes de aceitar ser fiador deverá certificar-se de que tem, no seu orçamento, uma margem para assumir a dívida, caso o devedor não consiga pagar. Caso contrário, poderá ficar sem os seus próprios bens, que serão penhorados para pagar a dívida do devedor.

Se ainda assim decidir ser fiador deixo-lhe uma dica essencial: garantir que do contrato contas o benefício da excussão prévia, ou seja, que os primeiros bens a penhorar sejam primeiramente os do devedor (e só depois os do fiador).

 

Susana Albuquerque
My Soul Project

MAIS ARTIGOS