Net Verde

Copiar e colar

ideia-julho640

“Tree WiFi” é o nome de um projeto que quer chamar a atenção para os elevados níveis de poluição atmosférica em Amesterdão. A lógica é simples quanto melhor o ar, melhor a Internet gratuita oferecida aos habitantes da cidade.
Através desta iniciativa, algumas árvores de Amesterdão, na Holanda, têm novos habitantes: as pequenas casas de pássaros presas nos troncos estão equipadas com sensores que medem os níveis de poluição atmosférica e alertam os transeuntes para o estado do ambiente. Quando o telhado das casas está verde, quem passa sabe que os valores de poluição são baixos; por outro lado, quando as cores mudam para tons de vermelho, é altura de ficar mais preocupado.
Para motivar os habitantes e turistas de Amesterdão a agir contra a má qualidade do ar na cidade, estas casinhas oferecem Internet sem fios sempre que o ar melhora. Quanto menor a poluição, melhor a Internet gratuita do “Tree WiFi”.
Uma vez que a poluição atmosférica não é visível — excepto em casos extremos como o do “smog” —, os cidadãos não se apercebem imediatamente dos impactos directos da situação. O fundador do “Tree WiFi”, Joris Lam, desenvolveu, por isso, uma forma de incentivar as pessoas a agirem pelo ambiente. As casas de pássaros “recompensam os cidadãos pelos seus esforços ambientais”, disse ao site “City Lab”.
Para já, cada um dos dispositivos custa perto de 500 euros, mas uma versão mais barata está a ser estudada. As medições do “Tree WiFi” podem ainda ser acompanhadas através de uma aplicação que fornece dados sobre a qualidade do ar em localizações específicas. Para Joris Lam, a maneira mais eficiente de diminuir a poluição é optar por bicicletas ou veículos eléctricos.

MAIS ARTIGOS